TAAG lança campanha para baixar preços

As tarifas praticadas pela TAAG registaram diminuições entre os 3% e os 35% nos destinos Luena e Lubango, respectivamente, quando comparadas a Janeiro.

276
COMPARTILHE

Por André Samuel

A TAAG tem em curso campanhas promocionais que visam reduzir até 20% o custo das tarifas para os todos os voos domésticos, excepto Cabinda. De acordo com informações disponibilizadas pela instituição, na compra de bilhetes até sete dias antes da data da viagem, o passageiro beneficia de um desconto de 7%. Se a compra for feita 14 dias antes da partida, o desconto atinge os 20%.

O Vanguarda apurou que a medida da companhia de ‘bandeira’ resulta da tentativa de minimizar os custos suportados pelos passageiros, que se agravaram desde que o País adoptou o sistema de câmbio flutuante, em Janeiro do presente ano. Com a entrada em vigor do novo sistema cambial, as tarifas praticadas pela TAAG aumentaram, uma vez que estão indexadas ao dólar.

A par das promoções, está em curso um estudo orientado pelo conselho de administração da companhia, que visa reduzir o preço das passagens em voos domésticos e desindexá-las da moeda norte-americana. O estudo pondera a margem de redução das tarifas sem comprometer as operações da aviadora nacional. Quanto à questão da desindexação das tarifas, a TAAG terá de chegar a um entendimento com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que impõe como regra esta prática para todos os associados.

Preços oscilam e favorecem passageiros

Até ao fecho desta edição, na madrugada de quinta-feira, 22 de Março, as tarifas praticadas pela TAAG tinham registado diminuições entre os 3% e os 35% para os destinos Luena e Lubango, respectivamente, quando comparadas com Janeiro, após a entrada em vigor do câmbio flutuante.Na altura, os bilhetes de Luanda para a capital da Huíla custavam 88 mil Kz, tendo baixado, entretanto, para os actuais 57.453 Kz, segundo informação disponibilizada no site da empresa (ver quadro nesta página). Já a redução verificada na ligação de Luanda para o Luena foi de 60 mil Kz, para os actuais 58.323 Kz.

Cabinda é, desde Janeiro, o destino doméstico mais barato da TAAG, após orientação, por decreto executivo, da uma redução de preços para a província mais a norte. Na altura, viajar para Cabinda custava 39.328 Kz – agora, o preço ronda os 27 mil Kz. E, se a norte do País está o destino custar 67.681 Kz. Importa salientar que a redução de preços por orientação do decreto executivo apenas afecta a empresa pública. A Sonair, da Sonangol, apresentou nesta semana as novas tarifas, que vigoram desde ontem (quinta-feira). Com excepção de Cabinda, os preços são ligeiramente inferiores aos praticados pela companhia de ‘bandeira’.

Saiba mais, da edição 60 do Jornal Vanguarda, já nas bancas!

COMPARTILHE