Director do SIC condenado a 12 anos pelo tribunal da Huíla

Foram condenados ontem pelo Tribunal da Huíla 26 dos 29 arguidos envolvidos no “caso combustíveis”.

250
COMPARTILHE

Entre os 26 réus acusados dos crimes de Peculato, Concussão, Soltura de Preso, Abuso de Confiança, Associação de Malfeitores e Criminosa, Corrupção Activa, encontra-se o director Adjunto dos Serviços Províncias de Investigação Criminal (SPIC), Abel Tchombinda Waiaha condenado a 12 anos a dois anos de prisão.

A sentença foi dada ontem, na cidade do Lubango e segundo declarações da Procuradoria-geral da República na Huíla os crimes foram cometidos devido ao desvio de 123 camiões cisternas de combustível.