“Angola pode ser um exemplo em África”

436
COMPARTILHE

Assunção Cristas, líder do partido português CDS-PP, está de visita a Angola e – apesar da muito atarefada e apressada visita – deu uma entrevista ao Vanguarda, onde defende que a transição de poder em Angola, por ser “pacifica” – depois de 38 anos de José Eduardo dos Santos – “pode ser um exemplo em África”. “Estamos todos atentos e a torcer para que corra bem”.

A líder do CDS-PP recusa-se a falar especificamente do caso Manuel Vicente, que estava a colocar pressão nas relações entre Angola e Portugal, mas defende que “este relacionamento, por ser tão profundo e importante, não se esvai com o andar do tempo”. “Mas é preciso trabalhar e preservar todos os dias” esta relação bilateral, avisa a deputada, que nasceu em Angola.

Há seis anos que Assunção Cristas não visitava Luanda e a primeira coisa que fez foi ir a um dos dois jazigos que a sua família tem em Angola.

Assunção Cristas veio a Luanda a convite da Universidade Agostinho Neto (UAN), participar numa palestra sobre “A Política e a Mulher”, mas como esta é a primeira visita a Angola enquanto líder partidária, a democrata cristã tem encontros marcados com os principais partidos políticos – MPLA, UNITA e CASA-CE -, e ainda com a Organização da Mulher Africana. Da agenda da antiga ministra da Agricultura portuguesa, do governo de Passos Coelho, constam ainda reuniões com ministros, ex-ministros e muitos colegas e amigos.

Leia e veja a entrevista na próxima edição.

COMPARTILHE