PM português visita Angola entre 9 e 18 de Setembro

João Lourenço só vai receber António Costa depois de ter sido eleito presidente do MPLA.

92
COMPARTILHE

Por Mariana Adam

Os governos angonalo e português estão a ultimar as datas da visita do primeiro-ministro português a Angola e ao que o Vanguarda apurou a viagem vai acontecer algures entre 9 e 18 de Setembro. Isto porque João Lourenço quer receber António Costa já com Eduardo dos Santos fora de cena. O Presidente será eleito líder do MPLA a dia 8 de Setembro.

O tão falado encontro terá assim lugar nalguns nesses dias, até porque ainda ontem o Ministro dos Negócios Estrangeiros português garantiu que a visita “não vai ocorrer depois da Assembleia Geral das Nações Unidas”. “Antes do chefe de Estado de Angola e do chefe do governo português partirem para a Assembleia geral das Nações Unidas no próximo mês de setembro, certamente que será realizada a visita do primeiro-ministro de Portugal a Angola”, precisou o ministro português, durante uma conferência de imprensa conjunta com o ministro das Relações Exteriores Manuel Augusto, que ontem iniciou uma visita oficial de três dias a Portugal.  

Para além das conversações bilaterais que manteve com o seu homólogo em Lisboa, Manuel Augusto reuniu-se previamente com António Costa e o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, e esta terça-feira, dia 10’ de Junho, participa no Fórum EuroÁfrica.

João Lourenço em Portugal até ao final do ano

O Presidente já tinha afirmado publicamente na semana passada que é sua intenção visitar Lisboa depois da visita oficial do primeiro-ministro a Luanda: “Acordamos com as autoridades portuguesas que, antes da minha deslocação à Lisboa, devo receber o primeiro-ministro António Costa”, afirmou João Lourenço na passada sexta-feira, dia 6 de Julho. Mas ontem no encontro do ministro das Relações Exteriores com o presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, ficou fechado que esta visita vai acontecer até ao final do ano, avança o semanário português Expresso no online. O convite oficial tinha sido feito por Marcelo aquando da cerimónia de tomada de posse de João Lourenço em Setembro.

 

COMPARTILHE