Ainda nada mudou – Chivukuvuku

O presidente da coligação angolana CASA-CE, Abel Chivukuvuku, diz que João Lourenço, eleito há um ano, tem "um novo estilo mais aberto", mas considera que "substantivamente, nada mudou em Angola".

48
COMPARTILHE

Chivukuvuku, que falava aos jornalistas em Lisboa, antes do início da 4.ª Conferência das Representações Externas da CASA-CE (Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral), considerou “prematuro” um balanço do mandato do Presidente de Angola.

“O que podemos aferir é que há um novo estilo mais aberto, menos formal, um bocado mais próximo do cidadão. No entanto, do ponto de vista substantivo, da vida das populações, da situação do país, não houve ainda nada de relevante”, declarou.

“Pelo contrário, a situação social, sobretudo, continua a agravar-se. Os problemas de pobreza, de saneamento básico, os problemas básicos da energia, água, todos esses agravaram-se. O custo de vida aumentou, o problema de congelamento de salário da função pública não permitiu aguentar a vida normal”, adiantou.

Chivukuvuku defendeu que é preciso dar algum tempo e o benefício da dúvida ao Presidente para, em tempo próprio, fazer avaliações.

“Não podemos exigir mudança neste curto espaço de tempo, embora do meu ponto de vista podíamos ter dado alguns passos concretos, sobretudo o lançamento da ideia da necessidade da reforma constitucional, o que não está a acontecer”, disse.

COMPARTILHE