Mercado do Kifica principal destino de cabos eléctricos roubados

O mercado do Kifica, localizado no Distrito Urbano do Talatona, tem sido um dos pontos preferenciais para a comercialização de cabos eléctricos roubados dos postos de iluminação pública, apontou recentemente o governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho.

79
COMPARTILHE

O governador disse que nesse mercado tem se comercializado muitos cabos eléctricos usados e que as vendedoras, em muitos casos, desconhecem a proveniência desses meios, pelo que, apela-as a denunciar os vendedores desses materiais.

Adriano Mendes de Carvalho relembrou que ultimamente, a capital do país tem registado com desagrado e preocupação, o vandalismo de bens públicos, situação que deve merecer uma reflexão por parte de todos os citadinos, pelos prejuízos causados ao estado.

“Com o roubo dos cabos eléctricos os principais prejudicados são as populações, por isso, os munícipes devem criar a cultura de denúncia de todos aqueles destroem os investimentos feitos pelo executivo”, aconselhou o governador.

Dizer que o Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve este mês quatro cidadãos estrangeiros, todos sem documentos, que se dedicavam ao roubo de cabos eléctricos, numa operação que permitiu a apreensão de 300 metros de cabos eléctricos de alta tensão, 150 metros de média, uma máquina trituradora de metais e três cabines da Angola Telecom desmanchadas.

No mês de Julho cerca de 71 contentores com cabos eléctricos e material ferroso, avaliados em mais de 50 milhões de kwanzas foram recuperados, numa operação denominada “Corvo”, levado a cabo pelos efectivos da polícia Nacional.

A Baía de Luanda também não foi poupada, tendo sido roubado de lá, um posto de transformação (PT), cabos eléctricos e gerador que assegurava a iluminação da marginal da capital.

COMPARTILHE