Manuel Nunes Júnior em 12 frases

Nos primeiros dias do ano, e de uma entrevista que merece destaque, as frases mais relevantes do ministro de Estado e do Desenvolvimento Económico e Social.

221
COMPARTILHE

Texto: Ana de Sousa 

O ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, deu, na primeira segunda-feira do ano, uma entrevista ao Jornal de Angola, um dia antes da AGT anunciar que os cidadãos e empresas poderão pagar impostos sem juros e prestações – no que se constituem em dois factos relevantes neste início de ano.

Do que o ministro disse, escolhemos 12 frases, umas muito claras quantos aos objectivos do governo, e exequíveis, outras onde a formulação mais parece um acto de vontade, que se pode concretizar ou não.

. “O objectivo é chegarmos em 2022 com uma participação da Saúde de 15%, no total da despesa do Estado e de 20% para a Educação”

. “Esta aposta na Agricultura (sobretudo da agricultura familiar) é crucial para garantir o crescimento inclusivo de Angola, já que a agricultura familiar representa cerca de 70% de toda a produção agrícola do país”

. “O Estado deve exercer apenas o papel de órgão regulador e coordenador do processo de desenvolvimento”

. “No OGE de 2019 prevê-se uma importante medida de incentivo e apoio ao empresariado nacional, estou a falar do regime excepcional de regularização de dívidas fiscais, aduaneiras e à segurança social”

. “A protecção da produção nacional, uma determinada etapa da sua existência, é um acto necessário e que tem justificação na teoria económica”

. “Um país com despesas superiores às receitas e que, ao mesmo tempo, evidencie taxas de juro superiores às taxas de crescimento económico, este país verá a sua dívida crescer infinitamente”

. “Angola é, portanto, um país que paga, em relação à dívida contraída, taxas de juro superiores ao crescimento económico e que, ao mesmo tempo, durante vários anos tem apresentado saldos fiscais primários negativos”

. “Para o período 2018-2022 prevê-se uma taxa média de crescimento de 3%”

. “Temos de assegurar que o nosso sistema de ensino permita aos nossos jovens competir em pé de igualdade numa escala regional e global”

. “A melhor maneira de distribuir o rendimento nacional é com a criação de empregos”

. “A Conta Única do Tesouro em Moeda Externa caiu de 15,86 mil milhões USD em 2013 para 6,98 mil milhões USD em Setembro de 2017, isto é, atingiu nessa altura os valores mínimos dos últimos quatro anos”

. “O FMI deve ser visto como nosso parceiro neste processo de estabilização e relançamento da economia nacional e não como um corpo contrário aos interesses dos angolanos e do seu Executivo”

COMPARTILHE