MPLA vai alargar o Comité Central

Bureau político aprovou o Código de Ética Partidária, instrumento regulador do comportamento dos militantes, quadros e dirigentes do Partido na sociedade.

61
COMPARTILHE

Ana de Sousa 

MPLA dá passos ‘ordinários’ que preparam congresso extraordinário, a acontecer em Junho.

Na reunião do Secretariado do bureau político que teve lugar esta quinta-feira, dia 14 de Março, a 4.ª reunião ordinária, presidida por Luísa Damião, foi aprovado o Código de Ética Partidária – instrumentos regulador do comportamento dos militantes, quadros e dirigentes do partido na sociedade -, no que é uma malha mais fina de forma a prevenir situações como as que vive actualmente o partido, com vários militantes envolvidos em processos-crimes e que, ainda assim, mantêm os seus cargos no partido.

“O Secretariado do bureau político procedeu os ajustamentos dos projectos de resoluções sobre o alargamento do Comité Central do MPLA”, lê-se no comunicado, e o Vanguarda sabe que é muito provável que no congresso extraordinário de Junho, o Comité Central, mantendo os membros eleitos para mandatos de cinco anos, se alargue com mais uma centena de lugares, de forma a haver uma efectiva renovação da estrutura dirigente do partido.

Na reunião desta quarta-feira, dia 14 de Março, foi debatido ainda, e no âmbito do grupo parlamentar”,  a realização das 3.ªs Jornadas Parlamentares do MPLA, a decorrerem proximamente na província da Lunda-Norte, nordeste de Angola.

COMPARTILHE